segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

O Gil


Levei o meu pequeno Gil este fim de semana à vet. para castrar.

Talvez por ter perdido o meu lindo Piloto e um gato atropelados porque fugiram com o cio, decidi fazer isto ao Gil.

Os animais esterilizados terem menos tendência a fugir, levando uma vida mais segura, longe dos inúmeros perigos da rua. Diminui o risco de contraírem doenças transmitidas pelo acto sexual ou ainda doenças transmitidas por mordidas de outros animais. Diminui ainda o risco de atropelamento, que tão frequentemente leva à morte dos animais.
A esterilização não causa nenhum mal físico nem psicológico aos animais. Muito longe de ser uma mutilação, ela favorece a saúde e ajuda a evitar a reprodução descontrolada de animais que acabam por sofrer verdadeiras atrocidades nas ruas.

Estou confiante de que foi para o bem dele. Só assim se torna mais fácil ver o pequenino nestes próximos dias com um colar no pescoço que ele tenta constantemente tirar, e que de facto, não deve ser lá muito agradável.

O meu Gil é lindo, e por gostar tanto dele, e por querer que ele viva muitos anos, tomei esta decisão.

Boa ou má, foi a minha decisão.



3 comentários:

o vizinho do blog ao lado... disse...

Olá…
Provavelmente tomou a decisão mais acertada.
No entanto, eu tenho uma opinião diferente, não gosto da mania que nós seres Humanos temos em controlar a vida dos outros animais, eles têm de viver segundo as nossas regras, vontades e caprichos e não segundo as regras da natureza… mas é só a minha opinião. Espero que não leve a mal por este comentário.

R.a.P.a disse...

Coitadinho do gato... Só quem o viu é que poderá afirmar o seu sofrimento durante a fase do "candeeiro"!
Foi por muito pouco que não se suicidou... Era no parapeito da janela ou nas escadas, mirando o fosso sem fundo... Via-se mesmo que estava a pensar no pior.
Era um gato diferente... cabisbaixo, isolado, deprimido...
Tu também podes confirmar este relato... Perante a agonia psicológica do gato, nem sequer o encaminhaste para tratmento e o apoio necessário.
Mais uns dias e, estou em crer, o gato suicidava-se...

E ainda te questionas:

"Boa ou má decisão?"

A resposta é óbvia...

Menina Soina disse...

Exagerado.... :ppppp